Limousine incendiada por manifestantes anti-Trump pertence ao Paquistão-Americano

Limousine incendiada por manifestantes anti-Trump pertence ao Paquistão-AmericanoFoto de arquivo

WASHINGTON: Uma imagem de uma limusine incendiada pelos manifestantes anti-Trump está circulando na internet, o Geo News foi informado no sábado que o veículo pertencia a um empresário americano-paquistanês.

Em uma entrevista exclusiva, Akbar Chaudhry disse que sua empresa, a Nationwide, era dona da limusine que foi incendiada pelos manifestantes no centro de Washington na sexta-feira, a apenas 800 metros da parada da vitória de Donald Trump.



Chaudhry expressou seu pesar pelo incidente, mas disse que tais eventos imprevistos e infelizes acontecem em todo o mundo.



No início da sexta-feira, as divisões políticas da América se tornaram violentas nas ruas de Washington durante a posse do presidente dos EUA, Donald Trump, enquanto ativistas anti-establishment vestidos de preto atearam fogo e entraram em confronto com a polícia, enquanto os apoiadores de Trump aplaudiram o novo chefe do executivo.

Centenas de manifestantes com agendas variadas marcharam pelo centro da cidade, e alguns grupos entraram em confronto com a polícia, jogando pedras e garrafas, às quais a polícia respondeu com gás lacrimogêneo e granadas de choque. Um helicóptero pairou baixo no alto.

Vários veículos foram incendiados, incluindo uma limusine preta e um caminhão de televisão. Um grupo de pessoas arrastou latas de lixo para uma rua a alguns quarteirões da Casa Branca e as incendiou, mais tarde jogando um boné vermelho com o slogan da campanha 'Torne a América Grande Novamente' de Trump nas chamas.

Recomendado